Como cultivar orquideas

Como cultivar orquideas

 

Como cultivar orquideas corretamente é uma pergunta que muitas pessoas fazem antes de comprar uma orquídea ou quando estão começando o cultivo. As orquídeas são plantas com uma certa fama de frágil e de difícil cultivo, devido as milhares de espécies e características diferentes que o grupo Orchidaceae possui.

Cada espécie precisa de cuidados especiais, e algumas precisam de cuidados mais específicos. A primeira diferença que distingue as orquídeas em três grupos é em relação à forma como nascem e se desenvolvem na natureza, dividindo-as em rupícolas, epífitas e terrestres, ou seja, nascendo em rochas, árvores e no solo, respectivamente.

Os cuidados com as orquideas variam de acordo com o habitat natural em que cada espécie nasce e se desenvolve. Como por exemplo, clima, temperatura e forma de plantio. Neste artigo explicaremos os principais fatores que influenciam no cultivo de orquídeas, e como cultivá-las da forma correta para que se desenvolvam saudavelmente.

Sabemos que as orquídeas são a verdadeira paixão dos orquidófilos e cultivadores, e que por isso, elas precisam estar sempre lindas e viçosas. Pensando nisso, criamos um cursinho GRATUITO que ensina como cuidar de orquídeas, com dicas valiosas, tirando todas as suas dúvidas sobre cultivo e plantio de orquídeas. Para se inscrever é só deixar os seus dados no box ao lado.

Como cultivar orquideas : orquideas de exterior

Como cultivar orquideas de exterior? As orquídeas de exterior são aquelas que são plantadas ou que ficam em jardins, pátios ou orquidários abertos. Os tipos de orquídeas que são, em sua maioria, de exterior são as terrestres e as epífitas.

As terrestres, como já falamos antes, são aquelas que nascem diretamente no solo, exemplo da orquídea bambu e a orquídea sapatinho. Essas orquídeas normalmente recebem muita luz solar durante o dia, o que pode ser prejudicial para a saúde da planta. O ideal é que essas orquídeas estejam plantadas perto de outras árvores maiores que forneçam sombra para elas, ou que estejam em lugar com bastante circulação de ar. Além disso, as orquideas terrestres precisam estar plantadas em terra rica em matéria orgânica para que elas recebam os nutrientes necessários.

Se estiverem com um bom substrato na terra, a adubação se torna menos necessária. Já a rega é um pouco diferente. Se a orquídea estiver em lugar que receba muita luminosidade e o clima for muito quente, regue todos os dias. E se o clima for mais ameno, pode diminuir a frequência das regas.

Com as orquídeas epífitas os cuidados são parecidos. Essas orquídeas são menos resistentes à luz solar do que as terrestres, então é muito importante que elas estejam recebendo sombra durante a maior parte do dia. No início do cultivo, elas precisarão de um substrato orgânico rico, e uma adubação regular.

Em relação às regas, também é um pouco diferente. Como essas orquídeas têm as raízes expostas, elas desidratam mais rápido do que o resto das orquídeas, e por isso, precisam de regas frequentes e abundantes.

Como cuidar de orquideas : orquideas de interior

Agora, como cuidar de orquideas de interior? Diferentemente do tópico acima, as orquídeas de interior são aquelas que cultivamos dentro de casa ou espaços fechados, e são restritas basicamente às orquídeas plantadas em vasos.

As orquídeas de interior não são uma espécie específica, ou seja, orquídeas epífitas, rupícolas e até algumas espécies de terrestres podem ser plantadas em vasos e mantidas dentro de casa, mas, os cuidados devem ser mais reforçados por não estarem em seu habitat natural.

Luminosidade, umidade, temperatura e circulação de ar são os fatores essenciais no cultivo das orquideas. Muitas vezes dentro de um ambiente fechado as orquídeas não conseguem receber tudo o que precisam naturalmente, e por isso é preciso ter mais atenção.

A luminosidade que uma orquídea deve receber varia de espécie para espécie, mas é importante saber que nunca deve ser excessiva ou escassa, o ideal é que recebam luz indireta durante a manhã e sombra durante o resto do dia. Como muitas vezes a umidade presente no ar não é o suficiente para o que as orquídeas precisam, é necessário recompensar com regas abundantes e frequentes.

Todos esses fatores importam para todos os tipos de orquideas, independente da espécie, e é muito importante que o cultivador tente reproduzir as condições necessárias do habitat natural de cada orquídea, pois assim a planta conseguirá se adaptar e se desenvolver com saúde. Lembre-se que temos o objetivo de lhe ajudar ao máximo com o cultivo dessas lindas flores, por isso criamos um cursinho GRATUITO que ensina todos os passos sobre como plantar e cuidar de orquídeas. Para se inscrever é só deixar seus dados no link abaixo. Obrigada pela visita!

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Previous post:

Next post: